FLUX

2008-2018


Estas obras resultam do arranjo de papéis pintados com tinta acrílica.

Grandes folhas de papel são pintadas e recortadas com a tesoura, para posteriormente, serem fixadas na tela com tinta acrílica transparente.


Os arranjos dos papéis seguem um caminho, as linhas-guias, as quais são desenhadas diretamente na tela através do gesto livre e espontâneo.



Através do gesto e das cores em contrastes, crio fluxos semelhantes àqueles  encontrados na natureza.

O gesto é Natureza. 
A arte é Natureza.





Ações

2008-2012


Estas obras tridimensionais foram feitas com madeira, tecido, metal, papel e tinta acrílica. Elas tem como referência principal as atividades do nosso cotidiano, onde o gesto intuitivo organiza e molda o espaço, palco para nossa vivência e  transformação.


Remeto nesta série àquilo que ainda esta a caminho de se tornar, o que ainda não possui forma ou nome.




O estado abstrato das coisas, é matéria prima.

Aquela que antes de moldar-se, ou ter uma forma ou função imposta sobre si, é pura potencialidade.






EXE.

2010-2014


As  gradações cromáticas foram feitas de tinta nanquim sobre papel com a ajuda de um conta-gotas.

As gradações são calculadas para as cores se alterarem progressivamente ao longo do papel.

A série EXE foi produzida entre 2010 a 2014. Ela ganha este nome por ser a abreviatura da palavra experiência e exercício. 
 




Vemos na Natureza o aspecto fluído das cores, dentro de sistemas e ordens. 

Seja numa pétala, na asa de um pássaro, ou no céu.


A ordem encontrada no mundo natural é relembrada nesta série.  
 
Para mim, a gradação cromática expressa o tempo, uma passagem de um estado a outro. 






Minhas Flores
Azuis 


2013- 2015


Estes desenhos e colagens nascem da observação de naturezas mortas. Flores e galhos secos recolhidos durante a época de outono de 2024.








No escuro há falta. 

Enxergo as flores todas cinzas, num tom azulado indescritível.   

Expresso através do azul e do cinza o mistério que há para além das coisas do mundo.

Morte, o eterno infinito.